Ripamos o texto da Julia Odri! | ETA, que teta!

5 de setembro de 2009

Ripamos o texto da Julia Odri!

... e do Guilherme.
Para quem vem acompanhando as ultimas aventuras dessa galerinha que se mete em muitas confusões, sabe que que conhecemos uma pessoa muito especial que veio alegrar nossa vida, ok, não comece se achar, Julia Odri, rs. E descobrimos que ela é uma exímea escritora, e tudo que é bom, o EQT está aqui para (esculachar) ripar. Pra quem não sabe, a ripagem veio dos gregos, junto com a arca de Noé e pra quem não sabe, Jesus Cristo usava o método da ripagem de texto, que são simples comentários inocentes. Pra quem acompanha a pouco tem, ano passado fizemos a ripagem do texto da Lolô, confiram aqui. Ok, vou parar de falar e confiram, bitches.
________________________________________

O melhor (sexo) jantar de toda a minha vida (eu fui a comida, dica)

Não precisei abrir (as pernas) os olhos para perceber que o dia já havia clareado (o terceiro olho viu pra você?). Os raios do sol entravam pela janela, entre as frestas da cortina entreaberta. Me levantei, e olhei para o relógio. Já eram 15h da tarde (que vagabunda, hein HEHE). Eu precisava começar a arrumar a casa (eee matilde), pois o pessoal iria vir pra cá (me comer, rs. Brinqs). Iríamos trocar (os casais) os presentes, e depois ver o sol nascer na praia (... pelados). Eu estava com um pressentimento que aquele seria um dos melhores (swings) jantares da minha vida.
Passei algumas horas arrumando tudo (mesmo assim ficou ruim, empregada é foda), e fazendo os últimos preparativos. Então, fui tomar banho, e me vesti com um vestidinho de seda vermelha (transparente e sem sutiã), que o Bruno (wassup, ich name is Bruno!) havia me dado havia mais ou menos uns 6 meses (já estava mofado, mas foda-se). Uma semana antes de terminarmos o nosso relacionamento (amoroso ou sexual? Tem diferença). Ao olhar meu reflexo no espelho, me senti enjoada (aquela minha cara, blérg!). Aquele vestido de alçinhas não me trazia memórias muito boas (quando você era tipo a cristiane f? 13 anos, drogada e prostituída? HUSAHSHU not). Mas era tão bonito (... e caro) que me sentia culpada de não usá-lo. Coloquei uma sandália que tinha comprado na minha viagem de formatura pra (Somália) Paris, me perfumei e me maquiei (hum, transsex).
Então ouvi a campainha, deviam ser as meninas (as 12 gatas HSAUHAUH). Desci as escadas apressadamente (sem querer tropecei e cai. Só afundou meu nariz, mas tudo bem), e abri a porta (...com tudo na minha cara. Alguém tem o telefone do dr. Hollywood?). Camila (@videogirl_?), Julie (minha cachorra foi na sua festinha é? HSAUHAHU vou reclamar com o IBAMA gr) e Rafaella entraram correndo pela casa (criançada chegou fazendo a festa hein), fazendo a maior bagunça (hum, danadinhas). Elas estavam lindas aquela noite, mais do que de costume (hoje que eu pego geral, hein!). Sentamos e abrimos (as pernas) umas latinhas de cerveja (foi pra PARIS e tá bebendo cerveja? Pobre é foda), e começamos a conversar.
- E aí, tem conversado com o Bruno, Sóf (udendo HEHE)? – disse Camila, enquanto enchia seu copo com cerveja. – Outro dia ele me telefonou (sexo por telefone?), disse que estava sentindo falta de você (hum, talarica).
- Vocês sabem, ele já foi descartado da minha lista telefônica (que velha! Quem tem lista telefônica nos tempos de hoje?)... – joguei me no sofá (arranquei toda a minha roupa), e todas gargalhamos (até a morte. Not). – No momento estou à procura de pessoas novas (ASL? 65, male, Iraque), aventuras novas (sexo novo, armário novo, outro marido novo pra enganar, tudo).
- Ai, quem me dera eu estivesse assim, tão bom astral (nossa, que mal comida)... – Rafaella levantou-se, e foi caminhando até a cozinha. – o Marcelo foi o meu melhor namorado, como eu queria que ele voltasse pra cá!
Rafaella tinha terminado seu namoro com Marcelo há poucas semanas. Ele se mudou pra Argentina (gripe suína, arriba!), e a distancia foi mais forte do que o amor que eles sentiam um pelo outro (aham, sei, ele deve estar pegando todas – e todos - lá HEHEH). Tem certas coisas que são predestinadas, eu achei melhor para Rafaella. Ela iria sofrer demais (amiga não talarica!).
- Cala a boca Rafaella, pelo menos você teve um namorado! – disse Julie (orra, estourou o sutiã dessa ai), a mais bonita do nosso grupo. Tinha um corpo escultural, mas nunca era levada a sério pelos garotos. – E eu, que nunca namorei, nunca nem fiquei por mais de uma semana (ou a) você bebe demais; b) você fede demais; c) eles fazem sexo com você na primeira noite e te dão o pé na bunda no dia seguinte; d) t.d.a.)... – Julie foi interrompida pela campainha. Logo Camila saiu correndo, e abriu a porta (na cara da Sófudendo? HAUHSAUH). Ela estava louca para ver o Dan, por quem era tão apaixonada. Mas Dan era um galinha de primeira linha (e você era uma putinha HAUSSHU sacou? Inha? n) e nunca quis nada sério com ela, nem com ninguém (psicopata detected).
Quando ela abriu a porta (de novo na cara da sóf, brinks), vi entrarem pela sala 5 garotos (suruba da boa, not). Mas espera, eu não conhecia aquele garoto alto, com pouco mais de 1,80cm de altura, cabelo liso e castanho (é novo no pedaço, carne nova, sacou?). Barba mal feita (mendigo detected), o que eu sempre achei um charme (você é um charme, bjs). Não posso negar que no instante em que o vi, meu coração começou a bater acelerado (... e eu morri. NOT).
- Espero que você não se importe Sóf.. Eu trouxe o meu novo colega, o Paulo (tejando? Nop)... – logo puxou Paulo pelo braço, e o jogou pra cima de mim (estupro rs). Esse era o meu amigo Giovanni (OMFG, sou eu? Clap clap clap), sempre imprevisível (SEMPRE imprevisível, podecrê).
– Ele estava doidinho para conhecer vocês, meninas (ficar na seca é foda). – caminhando até a cozinha para pegar um copo, quando esbarrou-se em Rafaella.(e derrubou tudo na Sóf) – E aí Rafa, está melhor?
Os olhos de Giovanni brilharam (colocou muito colírio), como sempre brilhavam quando ele via Rafaella (Giovanni, brilha muito na Raffaela, not). Eu conheço esse menino (...não presta, já disse), ele sempre sentiu algo a mais por ela (que tipo de algo a mais? Tenso).
- Ah, estou melhorando até.– Rafaella nunca tinha reparado em Giovanni. Mas aquele dia, ela notou que ele estava especialmente bonito (... e tinha uma alface no dente dele, horrível matilde).
- Que bom! – deu uma risadinha, e foi impossível não notar suas bochechas ficando cada vez mais rosadas (e bêbado). Essa era uma das características mais marcantes de Giovanni, as bochechas rosadas pela sua timidez (...ou pela bebida mesmo rs).
Todos nos sentamos na sala, ficamos conversando por várias horas. Ríamos, bebíamos e comíamos (uns aos outros). Paulo logo se enturmou conosco. Me senti muito atraída por ele (isso, eu sei. Minhas tetinhas ficam duras, segredo)... Pena que não o percebi nenhuma vez olhando para mim. Isso me desapontou. Mas nada que alguns goles de cerveja, e muitas piadas não curassem (e uma boa dose de boa noite cinderela, você pega ele de jeito! HUHAUSH).
Quando vi que já eram 04h da manhã (nossa, vocês passaram COMO o tempo até lá? Rs), chamei a atenção do pessoal (tem que ter uma estraga-prazer hein): - Bom, vamos ficar aqui a noite inteira, ou vamos ver o Sol nascer na praia? – Todos riram (de mim e mandaram eu ir me foder) e gritaram. Seguimos até o meu carro e o de Giovanni, que estavam estacionados na rua (e os trombadinhas? Ai é tipo o que, uma Utopia que não tem trombadinhas na rua? O_O). Entramos neles, e seguimos por 2km até a praia (tipo... interior do litoral, not). Chegamos lá, ainda estava escuro (magina, tava era o maior sol do meio dia). Estendi uma toalha no chão, sentamos e ficamos (fazendo sexo ali) conversando. Por um acaso, sentei (em cima) ao lado de Paulo (-lo). Logo começamos a (... vocês já sabem) conversar:
- E aí, esta gostando de Bornemouht? (erm é de comer? HUASAHU)– perguntei, com um tom de voz bem leve. O mais romântico possível.
- Sim, é uma linda cidade. Há vários pubs e (puteiros) lugares pra visitar. Muitas baladas, e clubes. Estou me adaptando bem – e deu uma risadinha (... sacana rs). – As pessoas são bonitas e as praias maravilhosas. A única coisa que não consigo me acostumar é (... com essa sua cara, é tensa demais) esse calor infernal. Meu deus, como vocês agüentam?!
- (A gente não agüenta. A gente tira a roupa, e dança pelado na praia pra aliviar. Quer tentar?) Ah, logo que eu me mudei pra cá, no começo do ano passado, eu também me senti assim! Mas com o tempo você se acostuma. – nesse momento, olhei para ele e fiz uma careta. Ele gargalhou (“como ela pode ser tão feia? Meu deus HSUAHHUSAUHA vou dar o telefone do dr. Raymond pra ela depois” HEHE tenso), e logo começamos a rir juntos. Então, mudei de assunto: – Você esta estudando o que mesmo?
- (Sexologia) Fotografia. Minha maior paixão, desde criança (...tiro fotos pelado desde os 13). E você?
- Estudo cinema. Também sou obcecada desde bebêzinha (HUHASUHHUHAHUAS que medo). Meu pai tinha um ótimo gosto para filmes, e cineastas (Kid Bengala? UESHUSEH). Aprendi com ele.
- E o que aconteceu, ele não tem mais? – deu uma risadinha suave.
- Ele faleceu no começo do ano passado (ORRA, NA CARA, OTÁRIO), algumas semanas antes de eu vir pra cá... – Não me senti desconfortável tanto quanto ele se sentiu. Ficou muito tímido. Mas eu já estava acostumada com a idéia, foi melhor para o meu pai. Ele tinha sofrido muito (na mão do Kid, rere) aqui. – Mas tudo bem, não se sinta mal.
- Nossa, desculpa! Se eu soubesse não teria falado! Me desculpe mesmo. – E abaixou o olhar (pra não rir na minha cara). Ele se sentiu desconfortável mesmo.
- Ei, qual é ! Eu já me acostumei com isso, não precisa ficar assim!
- Tem certeza?
- (Linda e ...) Absoluta – e sorri. – (Quem liga praquele velho?) Bom, o que você acha de irmos caminhar um pouco pela praia (...pelados)? – Nesse momento já dava para ver alguns (fios brancos na minha cabeça) raios de sol nascendo.
- Claro, o céu está lindo! Vamos dar um mergulho? (nossa, a água deve estar fervendo hein. Que nem o fogo desse cara HEHEHE tenso) – e me puxou pelo braço (ESTUPRO, ESTUPRO!). Nesse momento, me senti estática (elástica, not). Algum sentimento estava florescendo em mim (desaflorando a ninfeta, vai com tudo PAUlão).

7 comentários:

Julia Odri disse...

SEUS LINDOS (LLL)

Bruno disse...

ae jubs jubs (:

Donation disse...

elershi
UAHSUASHAUSHUUAHSUASHAUSHU
Esse vai pro livro :)

helena lenzi disse...

julião alastrando mano. te amo juju

Moe disse...

nossa véi. rimto

Anônimo disse...

quanta pornografia
beijos
tia vani

vi disse...

mt mt mt mt bom juju <3