ETA, que teta!: Novembro 2008 ETA, que teta!: Novembro 2008

28 de novembro de 2008

ETA, que amigo secreto! [2]


Sexta-feira à noite, onze jovens saem de seus lares para o quê? AMIIGO SECRETO no shooops (vulgo center-côco), ôêÊeÊê, sim, é coisa de farofeiro, favelado, mas nós somos o que? HIHI. Mas aonde esses pirralhos iriam trocar os presentes em pleno mar do capitalismo? Isso mesmo: no simbolo-mor do capitalismo: McDonald's. Então, chegando lá as pessoas olhavam para nós como se fôssemos aberrações, uns subindo nos banquinhos do mc (vulgo eu¹), outros gritando feito retardado (vulgo eu²) e alguns batendo palmas adoidado (vulgo eu³). Todos ganharam tudo o que tinham pedido (acho) e em seguida sairam para jogar o jogo oficial do sr. Fred Flintston: O BOLICHE (diz que é um esporte, mas não acredito...), sim, aquele game que tem uns pinos e tem que derrubá-los com uma bola pesada, bem, as rosas não são tão pesadas, por isso menininhas optam à escolher esse tipo de bola para não machucar suas delicadas mãos, mas não vem ao caso. Alguns jogam maravilhosamente bem (vulgo eu) e outros nem tanto (vulgo virruguinha love vida loka).

Certo, depois dessa partida emocinante (?) de bocha boliche, nada melhor que uma coca geladinha, mas há certas pessoas que sempre exageram na dose e saem arrotando no meio do shopping (né L.J.?) e encontrando velhos amores de infância querendo mostrar como 'cresceu e amadureceu', USHAUASH euri. Bem, Renatinho, se você estiver lendo isso agora saiba que ela cresceu e amadureceu tanto que está assim:

Pensei em colocar a foto de você com o bicuit no nariz ou de você dançando no CAT, mas seria muita sacanagem


Ok, essa foi mais um post do superinterresante, ETA, MAS QUE TETA!

Desculpem-me por este texto estar LOTADO de parentesês e perguntinhas-respostas, beijomeliga!

re-post: Estavamos no shopping enquanto milhares de lojas faziam promoção pós dia-de-ação-de-graças

27 de novembro de 2008

ETA, como assim?

Bom... Com toda a euforia de fim de aulas, e tudo o mais... Lá estou eu, como sempre, fuçando orkuts alheios (sim, eu costumo fazer isso). E, inesperadamente, eu me deparo com isso:


I and You

Sim, um erro que me doeu a alma. E, como eu sou uma pessoa incrivelmente caridosa, corrigi ele (ao invés disso, deveria ser me and you). Mas como gente boa sempre se fode, ele (sim, ele, ainda com a política de não citar nomes), não só não mudou como ainda por cima me chamou de nerd! Oi, como assim? Mas tudo bem, eu pensei. Pra quê ligar pra isso? Quem ligaaa? Deixa ele escrever errado e ser feliz!
Mas como se não bastasse, alguns dias depois...:

O tradutor ta errado serah ?? (ou, como nós civilizados conhecemos, O tradutor está errado, será?).

Por queeeeeeeeeeeeeeee? Deus, o que eu fiz pra merecer isso? Eu meio que acabei de ser chamado de burro por ele, e comparado e humilhado com e pelo Google Tradutor!!! Eu ri, sério. Tipo, ele quer provar que eu estou errado, e ainda por cima tirou um print da “prova” que eu estou errado! Desculpa, eu humilho o Google Tradutor. Acho que até o Mauro (vide... Er, ainda não temos um post aqui sobre ele. Ainda.) humilha o Google Tradutor, ficadica.
E eu continuo me perguntando COMO eles conseguem passar de ano. Como, alguém me explica? Será que são os ETs, será que é a crise, será que eles são filhos de multimilionários que pagam propina, o quê?
Uma dúvida que receio nunca podermos descobrir. Espero (acho que nossas mentes não conseguiriam absorver essa mensagem).
RE-POST: publiquei no GTO (grandes tolices do orkut) õ/ vejam lá http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=4936655&tid=5277327472004948317&start=1

25 de novembro de 2008

ETA, férias!

Finalmente, finalmente, finalmente! Acabaram as aulas (para todos aqueles que tiveram uma capacidade mental de passar direto, of course), passamos de ano... Finalmente podemos acordar tarde, ficar o dia inteiro sem fazer nada, tomar bastaaaaaante sol (quem não gosta de uma praia? ok, eu nem gosto muito, bjs)... E relaxar! Afinal de contas, nós merecemos. Não é?
Todo esse esforço merece uma recompensa - sempre (para alguns, é uma viagem para a praia... para outros - outra, no caso -, uma viagem pra Disney... e para muitos, ficar em casa, mofando no sofá e no computador), e até mesmo quem não se esforçou at all merece ele. Mas você, caro leitor (ou leitora), tem que merecê-lo. Pois então... Se matem de estudar para seu exame (ou exames, conheço gente que ficou de exame em tudo), e só depois disso venha falar de uma recompensa. O seu descanso está em jogo.
Bom, particularmente, eu não vou fazer nada, então... Deixa eu rir um pouco. HAHAHAHAHA.
Ok, agora eu parei.
Mas falando sério... Não vou fazer nada até sexta, quando nós iremos nos encontrar no boliche do shopping Center Norte para aquele negócio de “recompensa” que eu estava falando há uns parágrafos atrás e o famoso amigo secreto (uma mistureba de G5, EIDGs e nós, editores do Eta, que Teta. E a Lohaine também). A lista de presentes está no post abaixo (o que eu encomendei chegou hoje, por sinal), e a srta. Nathalia ainda não se pronunciou sobre. Bom, se pronuncie, pois logo não teremos mais tempo!!!
Bom, é isso... Qualquer dúvida sobre qualquer coisa, deixe um comentário (ou não, você quem sabe).
Agora, deixem eu acabar de ver Edward Scissorhands (Edward Mãos-de-Tesoura, ficadica). Está na parte que eu gosto *-----*

What time is it? Summer time!!!

It's our vacations!

Obs.: Quem quer que tenha me tirado... Eu quero meu presente (um dos dois, pelo amor de Deus), portanto, NÃO ESQUEÇA! Obrigado :)

19 de novembro de 2008

ETA, que amigo secreto!

Fim de ano chegando, despedida choro e o tradicional amigo secreto.
E como meio de comunicação que ajuda a população, divulgamos aqui o presente que cada ser quer ganhar, beijosmeliga:

Srta Patrícia:
Qualquer coisa que envolva chocolate ou um rímel. or
Livro 'Pants on Fire' da Meg Cabot

Srta Lohaine:
Primeiro livro da série: 'A Mediadora' da Meg Cabot or
CD's variados: BEATLES, BEATLES, BEATLES

Srta Caroline:
CD'd: Chris Brown (edição forever) or RBD (empezar desde cero) or
Pulseira Hand Book

Srta Andréa:
DVD Terça Insana or
Livro 'Meu Pequeno Corinthiano' (cara do altas horas) or
Pulseira Hand Book or
CD (qualquer um, menos forró e brega)

Srta Juliana Mayumi:
Poderosa 4 or
Pulseira Hand Book

Sr Giovanni:
CD ou DVD (os dois seria muito bom) Samba Meu da Maria Rita or
Primeiro DVD da Maria Rita or
DVD de uma série de humor
(destaque para a primeira opção :*)

Sr Guilherme:
Livro HP7 em Inglês Britânico (a versão de bolso é mais barata) or
CD do HSM3

Srta Francini:
CD do R. Kelly , de pagode ou de funk (algo que deixe ela feliz) or
DVD do filme 'P.S.: Eu te Amo"

Srta Maria:
DVD do Filme 'Ela Dança Eu Danço' or
Camisa do Palmeiras (blErg!) Feminina 'M' or
Livro 'Mediadora' da Meg Cabot (qualquer um - o 2º)

Srta Juliana Morgani:
Livro 'It Girl 3' or
CD de Rock com a cara dela.

As srta Nath Singh ainda não se pronunciou sobre o caso, beijos õ/


2 de novembro de 2008

ETA, que fim de semana!

Bom, após toda a euforia depois do aniversário de nossa estimada amiga Lohaine e do sucesso de seu mais novo best-steller, O diário de Lolly, chegamos à sexta-feira, o último dia do mês de outubro – mais conhecido por nós como Dia das Bruxas. Ou até mesmo Halloween, o dia em que as crianças normais (não-Patricia) saem às ruas para pedirem doces, e se divertirem. Mas para nós, as Gostosuras ou Travessuras acabaram se resumindo em uma travessura mesmo. E uma das grandes. Sim, no dia em que devíamos estar relaxados, e curtindo nossos últimos dias juntos, temos uma prova mensal de Matemática. E o que é pior: não foi em dupla dessa vez. Sim, muitos se ferraram. Mas... Quem liga? Eu sei que eu fui bem bjs.
Ok, passados os 100 minutos de puro desespero e mais 50 minutos de aula de Português, nos vimos diante de uma gostosura, enfim, que se resume em um lugar – e todos sabemos qual. Outback Steak House, ou, se preferir, como gastar muito $ em menos de três horas. Mas fazer o quê, lá é muito bom. Só pra se ter uma noção, uma porção de batatas fritas com queijo e bacon já me fizeram ficar totalmente empanturrado – e a maioria dos que estavam lá também, exceto alguém que sempre pedia algo depois que acabávamos de comer algo. Sem citar nomes.
Dia seguinte, sábado, primeiro dia do último mês escolar – Deus ouviu minhas preces –, fui noticiado para ir ao cinema junto com meu companheiro de blog Giovanni e a autora do, er, livro, que vocês leram no post anterior, Lohaine. Íamos ver High School Musical 3, porém, como nossa pequena amiga-furona não podia ficar mais de 6:30, decidimos ver A guerra dos Rocha. Foi só darmos uma andadinha, perdemos a sessão ¬
Ok, o quê fazer?
O próximo filme seria Os Mosconautas no Mundo da Lua (que, por sinal, é uma merda, não assistam) e, em seguida, Jogos Mortais V, que era para maiores de 18 anos, ou seja, não poderíamos entrar.
Maaaaaaas... Como nossa capacidade intelectual é muito superior a muitas certas pessoas (vide post ETA, meu Deus!), compramos o ingresso para ir assistir aos Mosconautas, e, meia hora depois, sair no meio da sessão e invadir a sala dos Jogos Mortais. Sim, uma atitude inusitada.
Beleza, lá estávamos nós, vendo as três moscas mais ridículas que eu já vi na minha vida. Mas até que tinha bastante gente... Aposto que a maioria ia invadir Jogos Mortais também.
Ok, dez, vinte, trinta minutos. Vamos? Vamos.
Fomos ao banheiro, beleza, pra disfarçar. Esperamos, e quando íamos entrar... MERDA, tinha três caras do Cinemark na porta. Meia volta, Mosconautas. Sentamos na primeira fileira do filme, novamente.
O que fazer?
Esperamos mais alguns minutos, para os trailers, e fomos novamente para o banheiro, e dessa vez com um novo plano: esperar alguma alma caridosa sair daquela sala e nos ajudar. E quem diria, essa alma caridosa era um mano corintiano ¬ Mas sem preconceitos. Sem preconceitos.
Ok, nós praticamente entramos correndo na sala de cinema com ele, e sentamos exatamente na ponta do meio da sala. Pânico. E se alguém pegasse a gente ali? Eu me garanto porque estava escuro e eu sou alto, agora... Whatever (mesmo assim, fiquei com as mãos no rosto o filme inteiro).
Tinha acabado de passar o trailer do novo filme do 007 quando as luzes diminuíram mais, e o filme começou com um monte de fucks, gritos e um cara sendo cortado ao meio. Sim, muito sangue.
No meio do filme, um lanterninha parou exatamente do lado do Giovanni, e olhou pra nós... Desconfiado. Olhou, olhou, e continuou a andar. Bingo!, como diria nossa queria amiga, Madre Tereza dos idosos, Lohaine. Uma hora, duas horas, mais sangue... O filme acabou, e saímos do cinema quase correndo. Descemos, nos despedimos e eles voltaram pra casa de ônibus. E eu, esperaria meu pai. Esperei um pouquinho, e liguei pra ele, pra confirmar se ele vinha me pegar mais tarde. Surpresa, surpresa: eu tinha que voltar de ônibus. Liguei pra Lohaine, eles já tinham saído ¬
Mais uma vez, o que fazer?
Fui para um ponto de ônibus, e esperei algum tempo. Guess what? Ponto errado. Fui pro outro do outro lado da rua, e entrei em um que estava esperando lá. Eba, sem $. Na verdade, com uma nota de $20. Implorei pra mulher trocar, ok, ela trocou, e eu sentei. E ele partiu. Esperei, esperei... Olhei pros lados, e não reconheci onde era o terminal Santana. Comecei a me desesperar, uma mulher do meu lado perguntou se eu estava bem... (Tô, claro, não tá vendo a minha cara?)
Eu comecei a pensar, com meus botões... Eu sabia ler, escrever, falar, tinha um dinheiro ali guardado, o celular com carga... Morrer perdido eu não ia. Ia? Foi quando finalmente eu vi aquele mooooonte de, er... Ok, sem descriminações. Eu desci, olhando pros lados, morrendo de medo de ser assaltado, e liguei pra minha estimada amiga menina-lolô – pra qual eu já havia me comunicado umas 350 mil vezes na última hora – e perguntei o que fazer. Ela, inútil, mandou eu ir perguntar pro pipoqueiro. Esse, grosso filho da puta, fez a maior cara de merda e apontou pra central de informações que estava do meu lado. Oê, eu não tinha visto. Fui lá, perguntei o que fazer... E achei o ônibus pra casa.
É. Cheguei em casa com as pernas latejando, cai no sofá morto, e minha mãe vem com a notícia que eu ainda tinha que passear com a minha cachorra ¬
Sim. Mas, fora meus minutos de desespero, foi uma experiência... Interessante.
Eu disse que os próximos posts ficariam recheados, não disse? Não garanto os das semanas que vêm. Provas Bimestrais, as últimas do ano.
Estudar, estudar e estudar.
Vejo todos amanhã!

Obs.: O que acharam do Diário de Lolly? Deixem comentários!!!